Goodman consolida 100% da plataforma operacional do Brasil

Thursday, 17 March 2016

O Grupo Goodman (Goodman ou Grupo) anuncia que consolidou 100% de sua plataforma operacional no Brasil. O Grupo e a WTorre concluiram a divisão de suas respectivas participações nos ativos de sua joint venture brasileira, a WTGoodman. A Goodman Brasil passa a operar sob a marca global Goodman e estará estrategicamente alinhada com a plataforma do Grupo, que abrange 16 países.

Principais pontos:

  • Os ativos atualmente detidos pela joint venture serão divididos entre as duas partes
  • A Goodman deterá:
    • 100% da plataforma operacional de gestão, e
    • 100% de participação nos 276.000 m² de ativos estabilizados localizados no Rio de Janeiro e em São Paulo, além do recente Build-to-Suit de 62.000 m² firmado junto a um grande varejista americano em Betim  
  • A WTorre deterá 100% de participação nos demais ativos da joint venture, sendo estes predominantemente caixa e terrenos para desenvolvimento 
O compromisso inicial de capital da Goodman, de R$ 340 milhões, permanece inalterado, com o resultado da nova estrutura acionária. O financiamento para a futura expansão do portfolio imobiliario estará em linha com a estrutura de capital global da Goodman feita através de parcerias.

O Grupo acredita no Brasil e está confiante no crescimento da marca Goodman com a sua plataforma operacional 100% consolidada, com o alinhamento estratégico de suas operações, sob a liderança do seu CEO Cesar Nasser, com a extensa plataforma global e com os recursos do Grupo. As operações da Goodman atualmente possuem mais de R$ 90 bilhões de ativos sob gestão, equivalente a 17,8 milhões de m² locados para mais de 1.700 clientes em mais de 30 escritórios. A força de sua plataforma operacional, a qualidade de sua marca internacional e o acesso ao capital global continuarão a atrair clientes internacionais e a proporcionar um leque de oportunidades para a plataforma brasileira no longo prazo.

Danny Peeters, Diretor Executivo da Goodman, comentou: “Nos últimos 3 anos nós desenvolvemos uma plataforma operacional estável no Brasil e a oportunidade de ter total autonomia no Brasil sempre foi contemplada pelo Grupo. Reconhecemos que o Brasil está passando por um difícil momento econômico e continuaremos com uma cuidadosa análise de investimentos. Entretanto, a Goodman mantém seu compromisso de longo prazo com o mercado brasileiro, dada sua crescente classe média, bem como as mudanças estruturais atualmente em curso no mercado de logística. Consolidar 100% da plataforma operacional de gestão neste momento oportuno garante a execução consistente da estratégia global da Goodman.”